05/09/2009

Só Você

Quantas vezes sozinhos choramos
E do mundo ocultamos
Nosso pranto e dor?
Mantemos em segredo
Nossas angustias,
Nossos medos.

E nos esforçamos
pra que ninguém saiba
O que trazemos na alma ,
No coração.

Negamos
Que de ajuda precisamos
E nos prendemos
Nessa prisão

Quando vamos entender
Que não escondemos
NADA
De você?

Sabes ouvir
As dores do silêncio
Conheces todos
Os nossos sentimentos
Você traz
A consolação que queremos
Você dá
O abraço que precisamos

Você
Só Você
Enchuga nosso pranto
E nos ama
Mesmo sendo que somos

*Ana Suely Marques*

3 comentários:

Hod disse...

Olá Aninha !! Buscamos nas câmaras mais profundas de nosso íntimo a energia suficiente para superarmos momentos de angustia e tristeza. Penso que seria mais simples compartilhar com outros semelhantes !! Gsotei de seu poema. Lindo!!

Bom feriado . Beijos com muitas bençãos....Alôha!!

Hod.

Silvio Koerich disse...

Eu gosto mto dos teus poemas e vejo que tens potencial sabe (eu tenho parceiros de mtos blogs de poemas)

Bom passar aki e te ver de novo aninha piracibense r

Menina Misteriosa disse...

Lindo, Aninha! Muito lindo!
Você escreve muito bem.
Beijos