26/08/2009

Oceanos - 8º Capitulo

Voltando no tempo
Quando conheci Nina, estamvamos na 8ª serie. Foi amor a 1ª vista! Seu jeito esponteneo e cativante chamava a atenção de todo mundo, e comigo não foi diferente.

Mas não era só a simpatia, Nina era uma garota linda! Aquelke jeito meio moleca, aquele corpo todo mulher. Um rosto expressivo, um cabelo naturalmente lindo.

Decididamente, Nina era uma garota encantadora.

Ela era vice-presidente do grêmio, participava do grupo de teatro, dançava com as meninas na Educação Fisica, fazia parte do grupo de ciências e foi escolhida pelos professores para representar nossa escola em um concurso Miss Simpatia da cidade. Enfim tudo que apareciaa, Nina dava um jeito de fazer parte, de "dar sua contribuição", como ela dizia... E ainda ia bem nas matérias! Era super inteligente, os professores sempre diziam que ela teria um futuro brilhante.

Ela conversava com todo mundo, não tinha essa de ficar só no seu grupinho, e foi assim que nos conhecemos, um dia do nada ela chegou e falou que eu morava pros mesmos lados que ela, que ela sempre me via no caminho, e preguntou se podia ir embora comigo. Ainda era começo do ano, eu era novo na escola, e claro que já tinha sonhado com isso, também a via pelo caminho, mas nunca imaginei, nem nos meus melhores sonhos que isso se concretizaria!
Logo ficamos amigos "intimos", e aonde ela ia, me arrastava com ela. Por causa dela deixei de ser tão timido, embore falte muito para ter a desenvoltura dela, rsss.
Por isso, por essa minha timidez, eu nunca me declarei, e conforme o tempo foi passando, foi ficando mais complicado chegar e falar o que eu sentia...

Mas eu demonstrava!

Todo mundo via, e sei que ela sabia sim, mas nunca tocamos no assunto. Ela era essa menina, que beijava quem e quando queria, se apaixonava e desapaixonava com essa invrivel rapidez. Ela me dizia que estava a procura de um grande amor...
E eu ali!

Quando ela fugiu, eu era uma das unicas pessoas com quem ela ainda mantinha um certo contato, mesmo assim era rarissimo, mas acho que foi esse vinculo inquebrado que a fez pprocurar a mim, quando decidiu deixar aquela vida pra trás.

E desde então nos falamos todos os dias, nem que fosse um torpedo de bom dia. Pessoalmente não ficavamos mais de 1 semana sem se ver...

E agora esse sumiço, quase 2 meses sem noticias concretas de Nina...

7 comentários:

Cris disse...

Adoro seus contos, eles me prendem a cada dia. Bjs bom final de semana

Cris disse...

Adoro seus contos, eles me prendem a cada dia. Bjs bom final de semana

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

Aninha,
Apareceu ! ( risos )
Bom quando ao " conto ",
O " carinha" precisa se declarar.
Se NINA der notícias, né ?
Fiquei curiosa para saber a razão do sumiço da personagem.
Aguardo.
Beijo

Jaime Guimarães disse...

Oi, Aninha!

Ah, agora fiquei curioso para saber do paradeiro da Nina. Onde ela está? O que está fazendo? Hummm... sumiu mesmo? De vez?

Quem sabe o destino não dá uma segunda chance? Às vezes isso acontece...!

Bj!

Érica disse...

Menina, desculpa o sumiço viu?
Eu não consigo mais dá conta, e trabalho, faculdade, tanta coisa sabe. Chega da uma dor. Queria poder comentar sempre, todos os blogs que adoro, mas acabo passando algum. Mas olha, adorei o conto. Continua assim, acho que te encontrates. De verdade.
Beijos minha querida!

R.Vinicius disse...

"- Tenho a impressão de ver sem estar vendo. Entende? Como saber que há o sumiço? Já teve a idéia de ver e ter a impressão de que não há nada ali?" Ótimo final de semana. Abraço.

Diego Azevedo Sodré disse...

"Ela me dizia que estava a procura de um grande amor...
E eu ali!"

Deixei uma nota lá no blog sobre meu sumiço. Essas faculdades tão me matando >.<

Boa noite! Te cuida ;)!