15/05/2009

a Garota

Nunca foi santa,
Nunca foi devassa.
Nunca foi louca,
Nunca foi normal.
Nunca foi recatada,
Nunca foi vulgar.
Nunca se deixou levar por seus desejos insanos,
Nunca soube se controlar.

E vagando assim,
Nessa linha tênue
Que separa o bem do mal,
O certo do errado.

Nunca aproveitou bem
Nenhum do dois lados...

*Ana Suely Marques*





7 comentários:

meus instantes e momentos disse...

bonito teu blog, é bom voltar aqui. Mesmo se não tivesse nada escrito, valeria pelo teu sorriso....
Maurizio

Diego Azevedo Sodré disse...

Bonito o poema, mas, Ana, só precisa melhorar na gramática! (devassa é com dois "s"...)

Geraldo Samuel disse...

muito bonito o poema, e todo seu blog também ana, alguns dias que leio aqui...muito bom mesmo...=D
fica na paz...
=)

KeLLy ViAnA disse...

Legal,a gente tem que escolher alguma coisa na nossa vida,mesmo que isso ás vezes seja errado nos olhos dos outros!

adoreii!*

Ana Paula disse...

Muito bonito o poema.
Há muitas coisas na vida que não aproveitamos, por estarmos indecisas, e quando vemos já é tarde demais.

emilie souza dwytan disse...

vagando entre o bem e o mal...Todos temos um pouco de cada coisa...é preciso ter domínio próprio para nos controlarmos.

a garota deveria ter arriscado mais..

B. disse...

Muitas vezes ficamos em cima do muro1
entrelinhas,que acabamos,não sendo nada..
não fazendo nada!

Mais nunca é tarde pra Tomar um caminho