30/10/2009

Poetas se alimentam
De amores improváveis,
De histórias malucas,
De sonhos,
De ilusões.

Poetas são intensos;
Exagerados!
Dados a amores,
E paixões.

Poetas se usam
Do sofrimento,
Da dor.

Poetas são considerados
Mensageiros do amor

E muitos dizem,
admirados:
"Que talento, que dom"
Mas não sei se viver
atordoado
É assim tão bom
Vivemos com uma mente
borbulhante;
Idéias e delirios nos perseguem
A todo instante.

Vivemos com
O coração na boca,
E a alma solta
nesse mundão...

Somos presas fáceis,
dessa falsa
a Paixão.

Amigos da Insônia,
Companheiros da
Melancolia,
Desfrutamos de raros
momentos
de calmaria.

Em tudo vemos flores
Mas nossas vidas
Não são
flores...

O preço da inspiração,
Meu caro:
São espinhos
no coração.

*Ana Suely Marques*
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

8 comentários:

Poeta de um mundo caduco... disse...

METALINGUAGEM!!!
Amei o post...
Vc descreveu perfeitamente o poeta!
E, sempre uso este verso de Fernando Pessoa:

"O poeta é um fingidor,
Finge tão completamente
Que chega a fingir q é dor
A dor que deveras sente..."

Belíssimo...
É sempre bom estar por aqui...
E saiba q, apesar de ter sumido, sempre dou uma passadinha em seu blog p matar as saudades...

(Ah, c certeza, seus filhos terão excelentes lembranças de vc... Pois vc é uma pessoa muito marcante, carinhosa e pra eles então, deve ser um porto seguro!)

Bjs.

rouxinol de Bernardim disse...

O charme discreto de uma poesia com alma!

Deslumbrante. Adorei mesmo.

B. disse...

Os poestas são assim sentem ao extremo,e transmitem isso como se o leitor passese por aquilo.
Os poetas carregam espinhos no coração mas a esperança de ranca-lós algum dia!!!!

Tenhooooo que falar com voce!


=*

Silvio Koerich disse...

bom, bom, bom. Gostei. É algo claro que poetas e bons escritores vivem num turbilhão ferrado de emoções já percebeu?

Rhaissa disse...

Verdade total xD

Geraldo Samuel disse...

"O preço da inspiração,
Meu caro:
São espinhos
no coração."

todo o poema foi cheio de verdades, mas essa foi a verdade mais bela...

Sempre bom ter tempo para visitar se blog, adoro este cantinho aqui.Fica com Deus.

R.Vinicius disse...

Anna, cadê você?

Abraço.

ventosnaprimavera disse...

Linda poesia amiga, descreveu o interior dos poetas com sutileza.Parabéns.Arnoldo Pimentel
http://ventosnaprimavera.blogspot.com