19/02/2010

dEStiNo

       Pobre poeta encuralada
       Não consegue fugir
       do seu destino
       de se apaixonar
Jogada na correnteza
Só tem a opção
de se deixar levar
       E não importa quantas vezes
caia
       sempre levanta
       pronta pra outra
És uma louca,
De deixar-se seduzir
Por esses olhos azuis
e essa voz acalentadora!
       És uma desvairada,
       De deixar seus sentimentos
       controlar-te...
Mas é acima de tudo corajosa
De se entregar
                  assim   !

Ana Suely Marques
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 

* Novo romance no ar??? Veremos!

5 comentários:

Hod disse...

Isssuuuu daí Aninha, se a entrega não for por inteira não vale a pena. Poucas são as que se entregam inteiras.
Também não importa quantas vezes se cai. O que importa é a elegância ao levantar. E Elan não te falta.

Felizão por sua visita junto com a fragrância que deixastes lá em minha atmosferas.

Beijão e bom final de semana.

Alôha Aninha,

Hod.

Érica disse...

E tem como ser poeta e não se apaixonar?? Uma coisa está relacionada a outra.

Muito bom, beijos!

.Mari. disse...

É bem assim que funcionam esses nossos "corações terra de ninguém" como diria uma amiga minha! Batendo, apanhando, curando-se e sempre prontos pra outras emoções, curiosos que são! Quem nunca jurou não mais entregar-se, que atire a primeira pedra! Mas como não é uma questão de jura ou promessa, e como diria Pessoa, "Tudo vale a pena quando a alma não é pequena", no fim, entregar-se vale muito mais a pena e rende muito mais histórias pra contar- e até rir!- depois! ^^

Adoro suas escritas! :D

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

Aah...

Me parece que é sim um novo romance!
Ainda mais com olhos azuis e uma voz que se difere de forma tão maavilhosa das outras!

Sinta esse novo momento! ( ;

Vinicius disse...

Fica a espera. Só não tarde.

Abraço.